quarta-feira, 26 de março de 2008

Vontade de comer e o valor calórico dos alimentos

Na edição nº890- Ano 7 do Destak, está presente uma notícia com o título de "Vontade de comer não está apenas associada ao sabor dos alimentos". Esta cita um estudo publicado na revista Neuron onde é revelado que o cérebro consegue detectar o valor calórico dos alimentos.
Segundo este estudo internacional, onde participaram investigadores portugueses, para além de o sabor doce funcionar como um determinante na vontade de comer, o cérebro possui mecanismos para detectar o valor calórico dos alimentos.
O estudo baseou-se na ingestão de substâncias doces, umas que possuiam sacarose diluída, e outras contendo adoçante. Estas substâncias foram ingeridas por ratinhos de laboratório geneticamente modificados,que não tinham a capacidade de sentir sabores. Verificou-se que mesmo não sentido os sabores, os animais preferiam a substância que continha a sacarose, assim, mesmo na ausência de paladar os animais foram capazes de escolher as substâncias doces, mas que tinham conteúdo calórico.
Os cientista mediram o nível de dopamina, neurotransmissor presente no cérebro que está envolvido na recompensa sentida no momento da ingestão de alimentos, associada à sensação de prazer. Constataram que mesmo sem sabor, a libertação de dopamina era maior quando ingeriam sacarose do que com o adoçante. Isto demonstra que o sabor doce é suficiente para libertar a dopamina, mas as calorias por si só também são.
Esta investigação pode ajudar a compreeensão dos comportamentos de alimentação compulsiva, mesmo quando não há fome.

1 comentário:

Fany e Lucas disse...

Olá sou Stefany

queria saber a resposta da pergunta

1-Vale o valor calórico dos alimentos?